Sem motivo

Salto

Frases soltas, sem sentido, que aparecem do nada. Serão mesmo sem sentindo?

Outro dia foi assim. Jantarzinho gostoso, boa companhia, vinho (claro, indispensável, sempre!), conversa agradável, trivialidades, quando ouço uma frase totalmente (?) sem sentido, ela disse:  “o tamanho total do Camboja é de aproximadamente 181.040 km2, o que torna o país um pouco menor que o estado americano de Oklahoma.”

Todos olham para ela, e depois se entreolham. Sabe aquela cara de interrogação e ao mesmo tempo exclamação? Então, depois disso uma expressão morna, tipo: vou fingir que não ouvi.

E assim todos terminaram o jantar, a sobremesa, o cafezinho e o licor. Descontraídos sem dar muita importância àquela frase solta e sem sentido, sem contexto, sem motivo, sem explicação!

Voltamos pra casa, cansados, papo ameno e loucos para deitar… E aí sentada confortávelmente numa poltrona de veludo vermelho, tomando uma xícara de chá de anis, passei a refletir mais detidamente sobre aquela frase. Sem encontrar explicação, e ao mesmo tempo me certificando que eu não conhecia nem o Camboja nem Oklahoma.

Curioso: as vezes é preciso, decantar, como um rio… quando a sujeira emerge e depois acalma e assenta, trazendo de volta a transparência das águas e a lucidez das idéias!

Dias depois, entedemos (?): acabara de divorciar-se!

Anúncios