HPV – O que é e como tratar

O que é HPV?

O HPV, ou Human Papiloma Virus, é um vírus que vive na pele e nas mucosas genitais dos seres humanos, tais como vulva, vagina colo de útero e pênis.

Nos genitais existem duas formas de manifestação clínica.

1. As verrugas genitais que aparecem na vagina, pênis e ânus.

2. Existe outra forma, que é microscópica, que aparece no pênis, vagina e colo de útero.

Trata-se de uma infecção adquirida por meio de contato sexual. É altamente contagiosa e a melhor prevenção é o uso de “camisinha”.

O mais importante nessa doença é que existe uma associação entre alguns grupos de papilomavírus e o câncer de colo de útero.

Seu diagnóstico de suspeita é feito por meio do papanicolau ou da colposcopia, e o diagnóstico de certeza é feito por meio de biópsia da área suspeita.

Existem também exames que identificam o tipo do vírus e se estes são cancerígenos.

 

Tratamento

O tratametno do HPV é por destruição química ou física das lesões sempre indicado e realizado por médico especialista.

O papilomavírus ou human papiloma vírus pode se alojar tanto no colo do útero como na vagina e na vulva.

Na vulva ele causa a doença chamada condiloma genital ou popularmente conhecida no Brasil como “crista de galo”.

Na vagina e no colo do útero ele normalmente se apresenta com lesões microscópicas que só podem ser descobertas por meio do exame de papanicolaou ou a colposcopia.

O HPV no homem pode se manifestar por verrugas no pênis ou de maneira microscópica. Por isso é importante que o homem também procure um urologista, para exames periódicos.

“As mulheres possuem uma resistência mais baixa à infecção pelo HPV, quando comparadas aos homens, por possuírem uma alteração da imunidade ao longo do ciclo menstrual, o que não ocorre no sexo masculino”, explica a médica.

 

Sobre a vacina

Atualmente, a vacina contra o HPV é o tratamento mais eficiente e garante imunidade de, no mínimo, dez anos. Ela é dividida em três doses: uma aplicação inicial, outra após um mês e a última depois de cinco meses da segunda aplicação.

“Por não existir nenhuma contraindicação ou efeito colateral, a vacina pode ser aplicada em mulheres a partir dos nove anos de idade”. Além disso, hoje, já se preconiza sua aplicação até os 45 anos”, diz.

Mulheres que já foram contaminadas pelo HPV também podem receber a vacina e, com isso, diminuem as chances de voltarem a ter a doença.

Em Brasília a Clínica Imunocentro oferece as vacinas para o HPV. Existem dois tipos:

  • bivalente: composta por dois vírus, o 16 e o 18  que causa câncer de colo, vulva e vagina, são necessárias três doses, cujo valor é de R$140,00 cada;
  • quadrivalente: composta por quatro vírus, o 16 e 18  (que causa câncer de colo, vulva e vagina) e o 6 e 11 que combate verrugas genitais de mais difícil o tratamento, também é preciso três doses, de R$ 370,00 cada.

ASA SUL – (61) 3346-0101
SEPS 715/915 bloco D sala 510 – Centro Clínico Pacini

ASA NORTE – (61) 61 3272-0101
STN bloco M sala 310 – Edifício Vital Brasil

Fonte: http://www.gineco.com.br

Fonte: http://bemleve.bolsademulher.com

 

Anúncios