reticencias

“Adoro reticências…
Aqueles três pontos intermitentes que insistem em dizer que nada está fechado,
que nada acabou, que algo sempre está por vir!
Avisa se faz assim!
Nada pronto, nada definido.
Tudo sempre em construção.
Tudo ainda por se dizer…
Nascendo…
Brotando…
Sublimando…
Vivo assim…
Numa eterna reticência…
Para que colocar ponto final?
O que seria de nós sem a expectativa de continuação?”

por Nilson Furtado

Anúncios