Notícia (boa) da semana

Ensaio fotográfico registra expressões de pacientes com mudanças radicais no visual

Reab

por Ana Leite

“Se só por um segundo” estreou para um público muito seleto: 20 pacientes, homens e mulheres foram convidados a fechar os olhos durante a essa transformação. Porém, quando abriram os olhos viram no espelho uma mudança radical, pode-se até dizer “escandalosa”.

O que eles também não contavam é que estavam sendo fotografados e filmados!!

“Sabe o que eu mais sinto falta? Ser despreocupado.” Estas são as palavras que inspiraram um novo projeto que tem como objetivo ajudar pacientes com câncer a esquecer da sua doença “mesmo que apenas por um segundo”.

Leo Burnett, fotógrafo, teve a missão de imortalizar esse momento em que os pacientes se viram sob uma nova luz com um visual radicalmente mudado, e produziu um evento na sua galeria e um de livro para apresentar os resultados.

O projeto foi criado pela Fundação Mimi, uma organização dedicada a “a melhoria da qualidade de vida das pessoas afetadas pelo câncer”.

A Presidente e fundadora Myriam Ullens de Schooten disse: “Quando se é ‘atingido’ pelo câncer é aterrorizante.

De repente, a vida muda. O caminho é sempre difícil e doloroso e marcado por tratamentos muitas vezes longos e difíceis.

O impacto da doença é diferente para todos, mas um aspecto é comum ele tem consequências importantes para a vida do paciente e de todos que estão ao seu redor”.

“A peruca agradável e uma esteticista carinhosa me fez sentir como se eu fosse uma mulher de pleno direito, apesar dos efeitos óbvios da doença.”

;
“A partir dessa experiência eu adotei a crença de que o câncer deve ser atacado em todas as frentes, não apenas clinicamente.

E o desejo de oferecer a todos aqueles que enfrentam esta doença a possibilidade de ser apoiado, ajudado e confortado”, relataram pacientes que passaram por esse ensaio fotográfico.

Outros trechos de relatos de pacientes que chamaram atenção: “O apoio de um psicólogo me ajudou a ficar forte em toda a minha luta”.

“A atenção de enfermeiros e médicos nos centros de oncologia bem decorados fizeram as sessões de quimioterapia menos estressante para mim”.

“Os testemunhos de pessoas em recuperação me mostrou que eu poderia ganhar a luta e olhar para o futuro de forma mais positiva”.

Os relatos acima mostram que o entorno do paciente que se trata de câncer deve ser leve e positivo, bem como que profissionais bem preparados podem fazer a diferença nesse processo.

Este blog fica feliz em compartilhar e dividir coisas boas, trazendo leveza, otimismo e informação para aqueles que vez ou outra nos visita.

Afinal HOJE é tudo que importa!

Sugestão de pauta: meu filho Guilherme

Anúncios