Despertar

 

despertar1

 

 

 

 

 

Não estejais na minha sepultura e chorai

Eu não lá estou. Eu não durmo.

Eu sou mil ventos que sopram.

Eu sou os cristais de diamante na neve.

Eu sou a luz do sol no grão maduro.

Eu sou a gentil chuva de outono.

Quando despertais na quietude matinal

Eu sou a veloz pressa inspiradora

De silenciosos pássaros no voo circular.

Eu sou as estrelas suaves de noite.

Não estejais na minha sepultura e chorai;

Eu não lá estou. Eu não morri.

Mary Elizabeth Frye

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios