Pronome

keep

 

 

 

 

 

“(…)

Eu nunca aceitei a simplicidade do sentimento.

Eu sempre quis entender de onde vinha tanta loucura, tanta emoção.

Eu nunca respeitei sua banalidade, nunca entendi como podia ser tão escrava de uma vida que não me dizia nada, não me aquietava em nada, não me preenchia, não me planejava, não me findava.

(…)”

 

 

 

 

 

Anúncios