Infortúnios

 

 

“O desenlace do romance pareceu especialmente afortunado: um dos personagens mais interessantes e atraentes passou a acreditar, não sei por quê, em uma acusação de assassinato, quando era óbvio que em todas as páginas anteriores não se havia matado ninguém, e nem sequer insinuado tal atrocidade.
A polícia está prestes a prendê-lo quando o inspetor tira um charuto e, sem sabermos se ele fuma ou não, o romance termina”.

 

Anúncios